Skip to content

Batalha da Floresta de Teutoburgo

No início do século I, a extensa fronteira com os povos bárbaros era uma constante fonte de problemas para Roma. As frequentes incursões dos germanos no território punham em causa a autoridade da potência militar mais poderosa da época.

No ano 9, Públio Quintílio Varo (46 a.C.-9 d.C.) era o governador da Germânia Inferior, província romana que se estendia dos atuais Países Baixos ao norte da Alemanha, tendo o Reno como limite oriental. Homem de duvidosa capacidade militar, Varo tinha chegado ao cargo através dos contatos dos seus familiares com as altas esferas, mais do que pelos seus méritos no campo de batalha.

No final do verão desse ano, chegaram-lhe informações sobre uma sublevação de chefes germânicos que se tinham manifestado vassalos de Roma. Disposto a sufocá-la a ferro e fogo, pôs-se em marcha à frente de um exército de cerca de vinte mil homens, entre legionários e tropas auxiliares, e um número indeterminado de civis que acompanhavam o avanço das tropas.

As legiões foram atacadas pelos germânicos na floresta de Teutoburgo, densa massa florestal localizada na Baixa Saxónia. Surpreendidos, os legionários não tiveram tempo para se organizar e realizar as táticas que tantas vitórias lhes tinham dado em campo aberto e foram literalmente chacinados. Para evitar cair nas mãos do inimigo, Varo suicidou-se, bem como a maioria dos seus oficiais. A matança germânica durou vários dias, até à aniquilação de todas as tropas romanas.

A notícia da derrota causou profunda comoção em Roma, que clamou vingança. O imperador Tibério (42 a.C.-37 d.C.) enviou uma expedição punitiva que esmagou a revolta e recuperou os estandartes de duas das três legiões exterminadas pelos bárbaros.

Trackbacks

Nenhuns Trackbacks

Comentários

Exibir comentários como Sequencial | Discussão

Nenhum comentário

Adicionar Comentários

Les adresses Email ne sont pas affichées, et sont seulement utilisées pour la communication.

Para evitar o spam por robots automatizados (spambots), agradecemos que introduza os caracteres que vê abaixo no campo de formulário para esse efeito. Certifique-se que o seu navegador gere e aceita cookies, caso contrário o seu comentário não poderá ser registado.
CAPTCHA

Form options