Skip to content

Muralha de Aureliano

No século III, Roma, a velha e orgulhosa capital do Império, era uma cidade vulnerável. No seu esplendor decadente, não possuía uma muralha que a defendesse dos povos que dela se aproximavam. Em 274, o imperador Aureliano, preocupado com esta situação, decidiu erguer uma muralha para defender a cidade.

Esta cintura defensiva tinha um perímetro de quase vinte quilómetros, ao longo da qual se tinham construído 383 torres, com 16 grandes portas e outras tantas mais pequenas. Apesar da sua grande extensão, a muralha não rodeava toda a cidade: protegia só o centro urbano, enquanto bairros inteiros ficaram fora do sistema defensivo.

Há que ter em conta que, apesar do seu lento declínio, a capital do Império continuou a expandir-se durante todo o século III e início do IV. Os últimos estudos históricos e arqueológicos referem que, nesse período, a cidade chegou a ter uma população que rondava um milhão e meio de habitantes.

Trackbacks

Nenhuns Trackbacks

Comentários

Exibir comentários como Sequencial | Discussão

Nenhum comentário

Adicionar Comentários

Les adresses Email ne sont pas affichées, et sont seulement utilisées pour la communication.

Para evitar o spam por robots automatizados (spambots), agradecemos que introduza os caracteres que vê abaixo no campo de formulário para esse efeito. Certifique-se que o seu navegador gere e aceita cookies, caso contrário o seu comentário não poderá ser registado.
CAPTCHA

Form options