Skip to content

O telefone surgiu para aumentar a capacidade auditiva dos surdos

Por uma estranha coincidência, a primeira mensagem transmitida por telefone, um instrumento que se revelou um valioso auxiliar em casos de emergência, foi um pedido de auxílio emitido pelo seu inventor.

No momento em que se preparava para experimentar pela primeira vez o seu invento, Alexandre Graham Bell derramou acidentalmente algum ácido sobre o fato.

Consequentemente, as primeiras palavras que o assistente, que esperava na cave da casa de Bell, ouviu, através do auscultador, do seu patrão, que se encontrava no sótão, foram: «Sr. Watson, venha cá! Preciso de si!»

Bell, que nasceu em Edimburgo em 1847, tentava produzir uma máquina que permitisse a comunicação com os surdos quando descobriu os princípios básicos do telefone. Concluiu que, fazendo vibrar a voz humana sobre um diafragma de ferro colocado junto a um magneto rodeado por uma bobina de arame, se criava uma corrente fraca que podia ser transmitida por um cabo a outro diafragma semelhante.

Embora Bell seja geralmente reconhecido como inventor do telefone, em 1876, dez anos mais tarde, o Supremo Tribunal dos Estados Unidos aceitou uma reclamação de prioridade apresentada por um italiano, Antonio Meucci, que em 1854 aperfeiçoara um dispositivo semelhante em Havana. Também um alemão, Johann Philipp Reis, construiu um destes aparelhos em 1861.

Admite-se que Bell possa ter sido influenciado por Reis, mas é quase certo que criou o telefone sem conhecimento das experiências de Meucci.

Bell inventou ainda o disco de gramofone, o fotofone – que foi o precursor da banda sonora dos filmes – e o olho elétrico.

Trackbacks

Nenhuns Trackbacks

Comentários

Exibir comentários como Sequencial | Discussão

Nenhum comentário

Adicionar Comentários

Les adresses Email ne sont pas affichées, et sont seulement utilisées pour la communication.

Para evitar o spam por robots automatizados (spambots), agradecemos que introduza os caracteres que vê abaixo no campo de formulário para esse efeito. Certifique-se que o seu navegador gere e aceita cookies, caso contrário o seu comentário não poderá ser registado.
CAPTCHA

Form options