Skip to content

Os esqueletos do castelo de Edo

Quando os homens que reparavam o castelo de Edo depois do sismo de 1923 levantaram as pedras das fundações, encontraram esqueletos humanos esmagados. Tinham as mãos numa atitude de oração, e havia moedas de ouro espalhadas por cima das suas cabeças e ombros.

Os esqueletos eram de criados dos xóguns Tokugawa, a mais poderosa família do Japão. Quando o castelo foi construído (concluiu-se em 1640), os criados ofereceram-se para ser enterrados vivos, crendo que um edifício erigido sobre carne viva seria inexpugnável.

Um francês, François Caron, relatou no século XVII: «Vão com alegria para o lugar designado e, ali deitados, permitem que as pedras das fundações sejam assentes em cima deles.» Muitas pedras semelhantes podem ainda hoje ver-se perto da Porta de Hirakawa, no castelo. Mas ninguém sabe quantos corpos jazem debaixo delas ou sob outros castelos e templos do Japão.

Trackbacks

Nenhuns Trackbacks

Comentários

Exibir comentários como Sequencial | Discussão

Nenhum comentário

Adicionar Comentários

Les adresses Email ne sont pas affichées, et sont seulement utilisées pour la communication.

Para evitar o spam por robots automatizados (spambots), agradecemos que introduza os caracteres que vê abaixo no campo de formulário para esse efeito. Certifique-se que o seu navegador gere e aceita cookies, caso contrário o seu comentário não poderá ser registado.
CAPTCHA

Form options