Skip to content

Gustavo III da Suécia e a proibição de tomar café

Gustavo III da Suécia considerava o café um veneno. Para demonstrar esta teoria, condenou um assassino a beber café todos os dias até morrer. A fim de estabelecer uma comparação, outro assassino foi perdoado sob a condição de beber chá diariamente. Foram nomeados dois médicos para supervisionarem a experiência e verificarem quem morreria primeiro. Porém, os primeiros a morrer foram os médicos. Seguiu-se o rei, assassinado em 1792. Finalmente, decorridos muitos anos, um dos criminosos morreu, com 83 anos. Tratava-se do bebedor de chá.

A história sugere que os resultados da experiência foram desprezados. A proibição de beber café foi restabelecida na Suécia primeiro em 1794 e novamente no ano de 1822.

Trackbacks

Nenhuns Trackbacks

Comentários

Exibir comentários como Sequencial | Discussão

Nenhum comentário

Adicionar Comentários

Les adresses Email ne sont pas affichées, et sont seulement utilisées pour la communication.

Para evitar o spam por robots automatizados (spambots), agradecemos que introduza os caracteres que vê abaixo no campo de formulário para esse efeito. Certifique-se que o seu navegador gere e aceita cookies, caso contrário o seu comentário não poderá ser registado.
CAPTCHA

Form options