Skip to content

Linhas de Nazca: sinalização no deserto

Apenas do ar é possível apreciar convenientemente os estranhos desenhos gravados na superfície do deserto de Nazca, no Peru, há mais de 1000 anos.

Num extenso planalto de 60 km, dominando as zonas irrigadas em que viviam, os índios nazca gravaram na terra árida calcinada pelo sol diversas formas estranhas e gigantescas reproduzindo lagartos, aves, mamíferos e flores.

Ligeiramente menos desconcertantes são as figuras geométricas – ângulos, triângulos e linhas retas de 8 km – que sulcam a superfície do deserto. Segundo alguns eruditos, estas formas constituíram eventualmente calendários astronómicos, através dos quais os Nazca calculavam as datas adequadas para procederem às sementeiras ou abrirem fossos a fim de recolherem as águas das chuvas.

Porém, e dado que estes símbolos apenas do ar podem ser observados numa verdadeira perspectiva, outros teóricos consideraram-nos possíveis sinais orientadores para visitantes de outros planetas.

Trackbacks

Nenhuns Trackbacks

Comentários

Exibir comentários como Sequencial | Discussão

Nenhum comentário

Adicionar Comentários

Les adresses Email ne sont pas affichées, et sont seulement utilisées pour la communication.

Para evitar o spam por robots automatizados (spambots), agradecemos que introduza os caracteres que vê abaixo no campo de formulário para esse efeito. Certifique-se que o seu navegador gere e aceita cookies, caso contrário o seu comentário não poderá ser registado.
CAPTCHA

Form options