Skip to content

Eva deu a comer a Adão uma maçã?

Embora a maçã se tenha tornado um símbolo da perda da graça, a história da tentação – contada no Génesis, III – não faz qualquer referência a uma maçã. Menciona simplesmente «o fruto da árvore que se encontra no centro do jardim», possivelmente uma figueira, já que Adão e Eva se cobriram com folhas de figueira depois de comerem o fruto.

Generalizou-se, provavelmente, a crença de que o fruto referido era uma maçã através da mitologia grega ou celta, nas quais este fruto pertence às deusas do amor e simboliza o desejo. Quando, no século II, Aquilo de Pontus traduziu do hebreu para o grego Os Cânticos de Salomão, alterou os versos «Criei-te debaixo da macieira; ali a minha mãe te gerou» para «Criei-te debaixo da macieira; ali tu foste corrompido» – interpretando, evidentemente, o verso como uma referência à árvore proibida. São Jerónimo, ao traduzir o Antigo Testamento para latim, seguiu-lhe o exemplo, e desde então tem persistido a ideia de que o fruto era uma maçã.

Trackbacks

Nenhuns Trackbacks

Comentários

Exibir comentários como Sequencial | Discussão

Nenhum comentário

Adicionar Comentários

Les adresses Email ne sont pas affichées, et sont seulement utilisées pour la communication.

Para evitar o spam por robots automatizados (spambots), agradecemos que introduza os caracteres que vê abaixo no campo de formulário para esse efeito. Certifique-se que o seu navegador gere e aceita cookies, caso contrário o seu comentário não poderá ser registado.
CAPTCHA

Form options