Skip to content

A metralhadora que matava de dois modos diferentes

Uma das primeiras metralhadoras construídas no mundo disparava dois tipos de balas: balas redondas, para serem utilizadas contra inimigos cristãos, e balas de secção quadrada, mais devastadoras, para matar turcos.

O seu inventor, um advogado inglês de nome James Puckle, que concebeu a metralhadora, com um mecanismo de disparo de pederneira, em 1718, para ser utilizada a bordo de navios, afirmava, no seu registo de patente: «... dispara um número tão elevado de balas numa sucessão tão veloz e pode ser tão rapidamente carregada que praticamente impede a abordagem do navio.»

A metralhadora, porém, não era uma arma portátil. Era pesada, tinha um calibre de 62,5 mm e um cano, com quase 90 cm de comprimento, montado sobre um tripé, munido de um tambor com 11 câmaras previamente carregadas e que o atirador podia rodar manualmente.

Durante uma demonstração pública em 1722, uma metralhadora Puckle disparou 63 balas em sete minutos. As autoridades, impressionadas, decidiram produzir a arma; esta, contudo, revelando-se incómoda e difícil de carregar em ação, em breve não passava de uma curiosa peça militar exposta nos museus.

Conservam-se três exemplares, um em Copenhaga e dois na Torre de Londres. Ambos os modelos existentes em Londres, um de cobre e outro de ferro, estão equipados com câmaras próprias para balas de secção quadrada.

Trackbacks

Nenhuns Trackbacks

Comentários

Exibir comentários como Sequencial | Discussão

Nenhum comentário

Adicionar Comentários

Les adresses Email ne sont pas affichées, et sont seulement utilisées pour la communication.

Para evitar o spam por robots automatizados (spambots), agradecemos que introduza os caracteres que vê abaixo no campo de formulário para esse efeito. Certifique-se que o seu navegador gere e aceita cookies, caso contrário o seu comentário não poderá ser registado.
CAPTCHA

Form options