Skip to content

A Verdade Sobre a Paralisia do Sono

A paralisia do sono é um distúrbio do sono bastante comum. Estima-se que cerca de 40% da população mundial já teve ou terá pelo menos um episódio de paralisia do sono durante a sua vida. A paralisia do sono é também conhecida como Atonia REM.

Durante o sono, sempre que entramos no estado dos sonhos a paralisia do sono é ativada. Ela relaxa os músculos até ao estado de imobilidade total. Nesse estado, só podemos mexer os olhos. Essa paralisia é necessária para impedir que nos movamos durante os sonhos. Sem ela, se você sonhasse com uma corrida, começaria a pontapear os lençóis.

Essa paralisia muscular instala-se somente durante os sonhos, mas ocasionalmente você (neocórtex) acorda e o seu corpo (resto do cérebro, incluindo a parte responsável pela paralisia) ainda "pensa" que está a dormir. É aí que ocorre o terror da paralisia do sono, quando você se encontra acordado e a dormir ao mesmo tempo.

Os sintomas incluem alucinações visuais e/ou auditivas, a sensação de um peso intenso no peito, um estranho zumbido nos ouvidos, um terror absoluto e a sensação de morte iminente. Alguns pacientes já relataram música alta, demónios a mexer nas suas partes genitais ou, no pior dos casos, alguém a puxar-lhes pelo cabelo e a atirarem-nos contra as paredes do quarto. As alucinações também dependem do ambiente cultural: ingleses e japoneses relatam fantasmas, portugueses vislumbram vultos negros, norte-americanos são raptados por extraterrestres, africanos lutam contra demónios, etc.

Existem algumas teorias absurdas para explicar a paralisia do sono: algumas pessoas dizem que são viagens astrais, outras apontam para o espiritismo, padres falam em pecados e dizem que não ir regularmente à igreja é uma das causas desse distúrbio, etc. A verdade é que a paralisia do sono é totalmente explicada pela medicina e existem medicamentos para a tratar.

Recomenda-se um padrão estável de sono (dormir e acordar sempre à mesma hora), ausência de stress (meditação diária ajuda muito) e jantares não muito pesados (uma digestão longa e difícil interfere no processo do sono). A melhor forma de tratar a paralisia do sono é viver de forma saudável de forma a evitá-la em primeiro lugar.

Durante um episódio de paralisia do sono recomenda-se serenidade. Nenhuma alucinação o pode magoar, dado que não têm uma realidade efetiva, só existem na sua mente. Quanto ao terror absoluto que pode ocasionalmente sentir, trata-se apenas de um sintoma da paralisia do sono e não um efeito de uma causa exterior a si.

Trackbacks

Nenhuns Trackbacks

Comentários

Exibir comentários como Sequencial | Discussão

Nenhum comentário

Adicionar Comentários

Les adresses Email ne sont pas affichées, et sont seulement utilisées pour la communication.
Form options