Skip to content

Segunda família Haro

A segunda família Haro foi uma família de mercadores, Diogo e Cristóvão, originária de Burgos e com estabelecimentos quer em Medina del Campo, quer em Antuérpia e em Lisboa, muito ativa no negócio das especiarias, dos escravos da Serra Leoa e com interesses comerciais no Brasil.

Em Espanha tiveram especiais relações de comércio com Carlos V, de quem chegaram a ser credores de vultuosos cabedais. Incompatibilizado com o nosso rei D. Manuel I, que se recusava a reembolsá-lo do ato de pirataria de um português, Cristóvão transferiu os seus negócios de Lisboa para Sevilha e, em 1519, esteve ligado à organização e financiamento da expedição de Fernão de Magalhães.

Trackbacks

Nenhuns Trackbacks

Comentários

Exibir comentários como Sequencial | Discussão

Nenhum comentário

Adicionar Comentários

Les adresses Email ne sont pas affichées, et sont seulement utilisées pour la communication.

Para evitar o spam por robots automatizados (spambots), agradecemos que introduza os caracteres que vê abaixo no campo de formulário para esse efeito. Certifique-se que o seu navegador gere e aceita cookies, caso contrário o seu comentário não poderá ser registado.
CAPTCHA

Form options