Skip to content

A glória eterna de Cristóvão Colombo

"A glória é efémera, mas a obscuridade é eterna", disse Napoleão Bonaparte, Imperador dos Franceses, e essa frase resume a vida do genovês Cristovão Colombo, enquanto ainda vivia e durante ainda mais dois séculos. Mas, finalmente, a glória de efémera tornou-se eterna para o conquistador do Atlântico.

Tal como o Sol todos os dias cruza o imenso oceano para levar a sua luz às profundezas, Colombo cruzou o Atlântico para levar a palavra de Deus aos pagãos que habitavam no continente desconhecido. Mas que não surjam enganos: o navegador era um homem do seu tempo, um líder cruel, que tinha por hábito cortar as orelhas e os narizes dos marinheiros desobedientes, e mesmo na sua tristeza subia à tona a sua alegria na crueldade desmedida do seu comando aterrorizador. Pois bem, mas não era Afonso de Albuquerque água que nasce da mesma fonte? Mesmo assim, este último levou o nome de Portugal a latitudes impensáveis.

De regresso do Novo Mundo, Colombo apresentou-se perante D. João II para orgulhosamente lhe relatar as descobertas grandiosas que o monarca português anteriormente tinha desprezado, algo que fez com ar de troça carnavalesca. Os conselheiros daquele que Isabel I de Castela atribuiu o cognome de o Homem quiseram mesmo ali matar o altivo desbravador do oceano misterioso, devido à sua insolência intolerável, mas eis que Sua Majestade, na sua eterna melancolia, e com temor da fúria divina, o perdoou e abençoou na despedida.

Apresentou-se depois Cristovão na corte espanhola, para ser elogiado e logo de seguida desprezado e alvo de inveja por parte dos eternos descontentes com a glória alheia. Duzentos anos passou o destemido navegador na obscuridade temida por Napoleão, mas entretanto a História encarregou-se de o colocar nas cumeadas onde habitam os homens distantes, aqueles que se submetem inteiramente à sua virtude tal como a flecha se submete plenamente ao seu alvo.

Trackbacks

Nenhuns Trackbacks

Comentários

Exibir comentários como Sequencial | Discussão

Nenhum comentário

Adicionar Comentários

Les adresses Email ne sont pas affichées, et sont seulement utilisées pour la communication.

Para evitar o spam por robots automatizados (spambots), agradecemos que introduza os caracteres que vê abaixo no campo de formulário para esse efeito. Certifique-se que o seu navegador gere e aceita cookies, caso contrário o seu comentário não poderá ser registado.
CAPTCHA

Form options