Augustina Domonech: a donzela de Saragoça

A cidade de Saragoça estava cercada e era continuamente bombardeada na luta entre a Espanha e os exércitos de Napoleão. Quando os soldados, desmoralizados, começaram a abandonar os seus postos, uma jovem espanhola de 22 anos, Augustina Domonech, tomou conta de um canhão e ripostou ao fogo dos franceses, jurando não parar enquanto tivesse vida.

Heroína espanhola, Augustina Domonech recebeu três medalhas e o pré de soldado pelos seus atos corajosos.

O ato heróico de Augustina fez regressar os soldados espanhóis aos seus postos, e a batalha prosseguiu. Oito meses mais tarde, em fevereiro de 1809, Saragoça caiu finalmente, vencida pelo poder dos franceses. Augustina, todavia, fugiu da cidade para continuar a combater.

Lord Byron homenageou a donzela de Saragoça no poema Childe Harold, e a sua bravura granjeou-lhe o amor e o respeito de todos os que a conheceram.

As proezas de Augustina continuaram durante a guerrilha contra os franceses. Atacada por três bandidos, em 1813, matou dois, escapando com um ferimento na cara. Segundo ela, foi apenas “uma dura rixa”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *