Skip to content

Faraó Amósis

O primeiro faraó da XVIII dinastia foi Amósis (1570-1546), filho e sucessor do lendário Kamsé, que conseguiu a proeza de libertar o Egito. Sobre esta última parte da luta sabe-se alguma coisa graças à biografia de Amósis, filho de Ebana, combatente nas guerras do faraó.

Participou no primeiro cerco de Avaris e foi nomeado comandante de um barco chamado «Brilhando em Mênfis». De acordo com esta biografia, a guerra foi longa e deram-se vários ataques, o segundo dos quais nos canais. A guerra do norte foi interrompida depois da terceira ofensiva, devido a uma sublevação no Alto Egito, que foi rapidamente sufocada.

Reatadas as hostilidades, Avaris caiu e prosseguiu o avanço em direção a Charuhen (Palestina meridional). A história destas campanhas é completada por outras biografias, como a de Per-Nehbet, que afirmou ter feito um prisioneiro em Dahi, a norte de Charuhen, talvez durante esta mesma expedição. Acrescente-se uma referência às vitórias de Amósis sobre os Fenehu (fenícios).

O segundo passo da política militar de Amósis foi o restabelecimento do domínio sobre a Núbia, facto este referido na já mencionada biografia de Amósis, filho de Ebana, onde o seu autor afirma que as tropas chegaram ao país dos trogloditas. O que restava das tropas hicsas provocou mais duas rebeliões no Alto Egito, ao que parece na zona da primeira catarata, que tiveram de ser dominadas.

O faraó recompensou os seus fiéis soldados atribuindo-lhes terras e oferecendo-lhes prendas, o que ajudou a criar uma classe de militares leais à monarquia. Finalmente, Amósis mandou proceder à exploração de pedreiras em Ma'sara.

Trackbacks

Nenhuns Trackbacks

Comentários

Exibir comentários como Sequencial | Discussão

Nenhum comentário

Adicionar Comentários

Les adresses Email ne sont pas affichées, et sont seulement utilisées pour la communication.

Para evitar o spam por robots automatizados (spambots), agradecemos que introduza os caracteres que vê abaixo no campo de formulário para esse efeito. Certifique-se que o seu navegador gere e aceita cookies, caso contrário o seu comentário não poderá ser registado.
CAPTCHA

Form options