Skip to content

Faraó Radjedef

Um problema complicado é o da sucessão de Quéops. O papiro Westcar informa, sobre a sucessão de Quéops, Quéfren e Miquerinos, não mencionando Radjedef, Shepseskaf e mais dois outros nomes que deixariam um vazio no Papiro de Turim.

Maneton avança dois nomes que poderiam preencher esta lacuna, Bicheris e Thamphthis. Como se não bastasse, uma inscrição do Império Médio estabelece a sucessão: Quéops, Radjedef, Quéfren, Hordjedefré e Baefré, embora esta inscrição tenha pouco valor histórico.

Consequentemente, apenas é possível fornecer uma sucessão provisória dos faraós da IV dinastia, podendo afirmar-se, no atual estado dos nossos conhecimentos, que o sucessor de Quéops terá sido Radjedef (Didufri), talvez membro de um ramo colateral ou de um partido afastado do clã faraónico.

Mudou a residência de Mênfis para Abu-Roach, onde se encontram os restos da sua pirâmide, um templo funerário com colunas e restos da escavação para a barca solar. A sua rainha principal foi Hetetenka, mas, entre outras, teve também Hetepheres II.

Trackbacks

Nenhuns Trackbacks

Comentários

Exibir comentários como Sequencial | Discussão

Nenhum comentário

Adicionar Comentários

Les adresses Email ne sont pas affichées, et sont seulement utilisées pour la communication.

Para evitar o spam por robots automatizados (spambots), agradecemos que introduza os caracteres que vê abaixo no campo de formulário para esse efeito. Certifique-se que o seu navegador gere e aceita cookies, caso contrário o seu comentário não poderá ser registado.
CAPTCHA

Form options