Skip to content

João Rodrigues de Vasconcelos e Sousa

Fidalgo (1593-1658), foi segundo conde de Castelo Melhor. Quarto alcaide-mor e comendador de Pombal, seguiu para o Brasil numa armada, em 1638, onde prestou "excelentes serviços".

Encontrando-se em Cartagena das Índias, terras de Castela, juntamente com outros fidalgos portugueses, revoltou-se e tentou levar para Portugal os galeões que ali se encontravam. Ao tomarem conhecimento, os espanhóis encarceraram-nos e torturaram o conde para que revelasse o nome dos seus parceiros, mas este manteve-se silencioso. Quando foi autorizado a ir para Castela, a bordo de um navio espanhol, D. João IV conseguiu que uns corsários holandeses o resgatassem.

De regresso à pátria, o rei nomeou-o governador de armas de Entre-Douro-e-Minho. No desempenho deste cargo defendeu por duas vezes Salvaterra do Minho, fortificando-a contra os ataques espanhóis. Foi ainda governador do Alentejo e conselheiro de Guerra. No ano de 1649 foi nomeado governador do Brasil e, em 1657, foi novamente governador de Entre-Douro-e-Minho.

Trackbacks

Nenhuns Trackbacks

Comentários

Exibir comentários como Sequencial | Discussão

Nenhum comentário

Adicionar Comentários

Les adresses Email ne sont pas affichées, et sont seulement utilisées pour la communication.

Para evitar o spam por robots automatizados (spambots), agradecemos que introduza os caracteres que vê abaixo no campo de formulário para esse efeito. Certifique-se que o seu navegador gere e aceita cookies, caso contrário o seu comentário não poderá ser registado.
CAPTCHA

Form options