Skip to content

Porque é que fumar era mau para os pés?

Todos sabemos que fumar e beber são maus hábitos, e que as pessoas deviam evitar a falência, se pudessem, mas pouca gente encara, no ocidente, os fumadores ou bebedores como criminosos, tal como não se espera que um falido seja humilhado em público.

Mas nem sempre foi assim. Na Inglaterra do século XVII, por exemplo, os falidos sem as dívidas saldadas eram obrigados a usar um uniforme especial, castanho e amarelo, até terem pago os seus débitos. O objetivo era evitar que obtivessem crédito de comerciantes incautos, embora a lei fosse imposta apenas quando a falência era fraudulenta.

Os bêbados saíam-se um pouco melhor. No século XVII, na Inglaterra e noutras partes do Norte da Europa, faziam-nos por vezes andar dentro de um barril que tinha em cima um orifício para a cabeça e dois aos lados para as mãos. O intuito da chamada «capa de bêbado» era envergonhar a vítima e levá-la a deixar de beber.

Os fumadores do século XVII sofreram por vezes os piores castigos. O czar Miguel da Rússia odiava tanto esse hábito que instituiu a bastonada (bater nas plantas dos pés com um bastão) na primeira infração, uma incisão no nariz na segunda e a morte na terceira. Pela mesma época, o sultão da Turquia achou o hábito do tabaco tão ofensivo que mandou golpear os lábios dos que cheiravam rapé, e enforcar os fumadores – com um cachimbo enfiado no nariz.

Trackbacks

Nenhuns Trackbacks

Comentários

Exibir comentários como Sequencial | Discussão

Nenhum comentário

Adicionar Comentários

Les adresses Email ne sont pas affichées, et sont seulement utilisées pour la communication.

Para evitar o spam por robots automatizados (spambots), agradecemos que introduza os caracteres que vê abaixo no campo de formulário para esse efeito. Certifique-se que o seu navegador gere e aceita cookies, caso contrário o seu comentário não poderá ser registado.
CAPTCHA

Form options