Skip to content

Sears Tower: a jóia dos arranha-céus

O considerável aumento da densidade demográfica levou à construção das grandes cidades de arranha-céus norte-americanas de Nova Iorque e Chicago.

Já no Império Romano, contudo, se ergueram os precedentes dos arranha-céus, construções com cinco pisos, cujo rés-do-chão era ocupado por lojas que abriam para a rua e os andares superiores por casas com varandas.

O mais famoso dos modernos arranha-céus era o Empire State Building, concluído em 1932, de 375 metros de altura, que dominou a cidade de Nova Iorque até ser ultrapassado, em 1970, pelas torres gémeas, de 405 metros, do World Trade Center.

Em 1973 o World Trade Center foi suplantado em altura pela Sears Tower, em Chicago, de 435 metros, ou seja mais 30 de altura que o edifício anterior.

A Sears Tower tem 110 pisos e dispõe de espaço para escritórios com capacidade para 16 500 empregados, numa área que cobre 408 136 m². Mais de 17 000 toneladas de equipamento de refrigeração mantêm as dependências do edifício a uma temperatura de 22⁰C (72ºF) durante todo o ano.

A torre dispõe de uma estação própria geradora de eletricidade, subterrânea, que não só fornece energia elétrica para o edifício como reforça o sistema de abastecimento do centro citadino em redor.

Trackbacks

Nenhuns Trackbacks

Comentários

Exibir comentários como Sequencial | Discussão

Nenhum comentário

Adicionar Comentários

Les adresses Email ne sont pas affichées, et sont seulement utilisées pour la communication.

Para evitar o spam por robots automatizados (spambots), agradecemos que introduza os caracteres que vê abaixo no campo de formulário para esse efeito. Certifique-se que o seu navegador gere e aceita cookies, caso contrário o seu comentário não poderá ser registado.
CAPTCHA

Form options