Skip to content

O corpo humano tem partes supérfluas?

Até há pouco tempo considerava-se o timo um órgão vestigial inútil; atualmente, porém, os médicos descobriram que este, na realidade, controla todo o sistema de defesa do organismo de uma criança, determinando a deslocação de células para os pontos onde se torna necessário combater germes invasores. Pensa-se, além disso, que doenças como a esclerose múltipla, em que a vítima produz anticorpos que atacam indiscriminadamente células saudáveis, podem ser causadas por uma deficiência no timo.

As amígdalas e os adenóides, outrora também considerados supérfluos, protegem, na realidade, dos germes a garganta e o nariz.

Mesmo o apêndice, órgão considerado inútil, integra-se eventualmente no sistema linfático, que combate as infecções.

O pêlo do corpo, que até agora se supôs ter-se tornado redundante com o uso do vestuário, na verdade aumenta a sensibilidade da pele.

E o facto de não ter sido ainda descoberto um papel definido para a glândula pineal do cérebro ou para os músculos do ouvido externo não significa necessariamente que estes não exerçam funções específicas.

Trackbacks

Nenhuns Trackbacks

Comentários

Exibir comentários como Sequencial | Discussão

Nenhum comentário

Adicionar Comentários

Les adresses Email ne sont pas affichées, et sont seulement utilisées pour la communication.

Para evitar o spam por robots automatizados (spambots), agradecemos que introduza os caracteres que vê abaixo no campo de formulário para esse efeito. Certifique-se que o seu navegador gere e aceita cookies, caso contrário o seu comentário não poderá ser registado.
CAPTCHA

Form options