Skip to content

Ione Rudner e o primeiro mamífero

Um fragmento de osso menor do que uma unha permitiu aos cientistas determinarem que os mamíferos – os mais antigos antepassados do homem – já existiam, pelo menos, no tempo dos dinossauros. Até 1966 pensava-se que os primeiros mamíferos haviam sido animais de dimensões semelhantes às do gato, que tinham vivido quando os dinossauros estavam praticamente extintos.

Mas a partícula de osso – encontrada por Ione Rudner, uma pesquisadora do Museu da África do Sul, na Cidade do Cabo – veio provar o contrário.

Ione Rudner ajudava a desenterrar ossadas de dinossauro numa encosta do vale do rio Orange, no Lesoto, quando notou uma pequena mancha branca numa encosta rochosa. Pensando que o fragmento não tinha qualquer importância, um dos membros da equipa arremessou-o ao chão, fazendo-o partir-se. Sentindo a sua curiosidade despertar, Rudner observou com uma lupa o fragmento, onde descobriu dentes.

Os pesquisadores encontraram mais partes do esqueleto e, após meses de minucioso trabalho, reconstituíram-no. Os ossos encontrados pertenciam a um animal de pequenas dimensões, semelhante ao musaranho, que viveu há 200 milhões de anos, aproximadamente na época em que os dinossauros começavam a surgir.

Trackbacks

Nenhuns Trackbacks

Comentários

Exibir comentários como Sequencial | Discussão

Nenhum comentário

Adicionar Comentários

Les adresses Email ne sont pas affichées, et sont seulement utilisées pour la communication.

Para evitar o spam por robots automatizados (spambots), agradecemos que introduza os caracteres que vê abaixo no campo de formulário para esse efeito. Certifique-se que o seu navegador gere e aceita cookies, caso contrário o seu comentário não poderá ser registado.
CAPTCHA

Form options