Skip to content

L'Éolienne: mais rápido que um galeão

Na época dos inventos, os inovadores conheciam diversas formas de aproveitar o vento. Foram imaginados vários veículos especificamente concebidos para utilizarem na estrada esta forma de energia, dos quais um dos mais eficientes foi a carruagem à vela, inventada por um francês.

O veículo, experimentado em Paris em 1834, requeria, além dos habituais cocheiro e postilhão, uma tripulação de marinheiros para manobrar as velas.

A carruagem, denominada L'Éolienne, de Éolo, deus grego dos ventos, alcançou na sua primeira viagem uma velocidade surpreendente. A sua condução constituiu, provavelmente, uma experiência aterrorizadora, pois o condutor não dispunha de qualquer meio quer de controlar a velocidade, quer de fazer parar o veículo, necessidade que o inventor parece ter ignorado totalmente.

Dispositivos como este, desprovidos de caráter funcional, em breve deram lugar à carruagem a vapor e, posteriormente, ao automóvel.

Trackbacks

Nenhuns Trackbacks

Comentários

Exibir comentários como Sequencial | Discussão

Nenhum comentário

Adicionar Comentários

Les adresses Email ne sont pas affichées, et sont seulement utilisées pour la communication.

Para evitar o spam por robots automatizados (spambots), agradecemos que introduza os caracteres que vê abaixo no campo de formulário para esse efeito. Certifique-se que o seu navegador gere e aceita cookies, caso contrário o seu comentário não poderá ser registado.
CAPTCHA

Form options