Skip to content

O Martelo de Rubinero - Do Velho do Restelo

Começava Rubinero a subir a montanha quando passou pelo seu caminho um velho, que tinha saído de sua moradia para amaldiçoar os grandes feitos. E da boca do infeliz saíram as seguintes palavras:

"Desconhecido, aonde vais? Acaso queres tu tremer de frio na cumeada da montanha, e sofrer de solidão perpétua? Nada lá existe para ti. Não ascendas a essa enormidade de rocha e terra, em vez disso acompanha-me até à cidade para onde me dirijo. Um pobre velho como eu sempre gosta de companhia."

"Que a minha solidão seja também a tua — disse Rubinero ao pobre homem. — Pois que teria eu para dar-te ou tu a mim? Eu sigo apenas a minha virtude, e não caminhantes desocupados".

O velho então respondeu: "Sendo assim, caminha ao meu lado em silêncio até encontrares a alegria na cidade. Muito lá há para fazer e muito vinho para beber! Vem comigo, afasta-te dessa montanha pois nela só o perigo e a desgraça encontrarás".

Rubinero, após um breve suspiro, olhou fixamente a pobre criatura nos olhos e falou-lhe assim:

"A infelicidade é o teu destino, pois segues para a cidade. Por acaso não sabes que por lá a roda do destino não gira? Não ouviste tu dizer que o ouro da mais alta esperança nesse lugar perdeu o seu valor? Os homens extraordinários morreram, e na cidade só cresce um deserto imenso que açambarca todos os jardins exuberantes.

Por longos anos caminhei pelas suas ruas, e mesmo nos sãos só encontrei loucura e desespero! As fontes secaram, pois Deus desapareceu e com ele os homens superiores.

Os dignos se tornaram indignos para pertencerem ao rebanho, e também tu, corpo decrépito, pertences ao rebanho.

O meu desiderato é destruir o rebanho, e que o mesmo se transforme em árvores orgulhosamente sós que competem pela luz do Sol e pela primazia na pirâmide da vida, e que na sua luta encontrem dignamente o seu fim.

Mas mesmo assim te amo, homem carregado de dolorosas experiências, embora não me possa doar a ti, pois só das alturas as palavras ressoam como o estrondo do relâmpago que surge entre as nuvens escuras, para desesperar os fracos e revigorar os fortes.

A minha mensagem só poderá ser largada da cumeada da montanha, caindo sobre os homens sob a forma de um caos de pureza para atingir os seus corações como flechas que despertam violentamente as suas virtudes adormecidas.

Segue sozinho para a cidade e para o teu vinho, meu amigo, pois Rubinero deve encaminhar-se para ares mais puros".

O velho ficou primeiro mudo e depois soltou uma longa gargalhada, e assim se separou de Rubinero a rir-se continuamente enquanto caminhava, sem nada ter entendido.

Trackbacks

Nenhuns Trackbacks

Comentários

Exibir comentários como Sequencial | Discussão

Nenhum comentário

Adicionar Comentários

Les adresses Email ne sont pas affichées, et sont seulement utilisées pour la communication.

Para evitar o spam por robots automatizados (spambots), agradecemos que introduza os caracteres que vê abaixo no campo de formulário para esse efeito. Certifique-se que o seu navegador gere e aceita cookies, caso contrário o seu comentário não poderá ser registado.
CAPTCHA

Form options