Skip to content

História de Alcanena

O concelho de Alcanena, onde são múltiplas as elevações no terreno e numerosos os vales, fica no extremo norte do Ribatejo, situado a noroeste do distrito de Santarém. A maior parte da zona norte do município foi integrada, em 1979, no Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros.

Há na região numerosos sinais da presença do homem pré-histórico, como os vestígios neolíticos de Lapas de Galinha e da Marmota, cavidades próximas da nascente do Alviela, e as zonas de Moitas Venda e Serra de Santo António.

A origem da vila de Alcanena remonta aos tempos da ocupação árabe da Península, da qual herdou a fixação e o desenvolvimento dos trabalhos de curtimento de peles. Da influência árabe na região ter-lhe-á ficado também a toponímia: as duas principais versões propõem-nos "alcalina" ("cabaça seca") e "al-kinan" ("lugar sombreado").

A vila terá sido tomada pelos portugueses no reinado de D. Sancho I, rei que teve grande importância no seu povoamento. No decurso da história, Alcanena sofreu com as lutas contra Castela e, mais tarde, com as invasões francesas e com as lutas liberais entre D. Pedro e D. Miguel.

Ainda que inserida noutros concelhos, Alcanena dá sinais, desde o século XVIII, de querer ser autónoma. Este movimento foi estimulado pelo dinamismo das atividades económicas e pelo fervor em relação à autonomia administrativa, fervor esse relacionado com a forte implantação na região dos ideais republicanos. Uma vez alcançada a autonomia, Alcanena não esqueceu esses ideais, adotando o lema «Para o País a República, para Alcanena o Concelho». O concelho viria a ser criado em 1914, a partir da desanexação de freguesias de Torres Novas e Santarém.

Trackbacks

Nenhuns Trackbacks

Comentários

Exibir comentários como Sequencial | Discussão

Nenhum comentário

Adicionar Comentários

Les adresses Email ne sont pas affichées, et sont seulement utilisées pour la communication.

Para evitar o spam por robots automatizados (spambots), agradecemos que introduza os caracteres que vê abaixo no campo de formulário para esse efeito. Certifique-se que o seu navegador gere e aceita cookies, caso contrário o seu comentário não poderá ser registado.
CAPTCHA

Form options